GENTE BACANA FACEBOOK YOUTUBE
- AGORA SÃO
Publicidade
ANINCIA AQUI PEQUENO 02
NIVEL DIGITAL
LAVANDERIA MULHER MODERNA
ECOTEC
ANUCIA PEQUENO 03
LONG LIFE
ANUCIA PEQUENO 01
ANUCIA PEQUENO 04
Conteúdo



Alunos do IFMT de Juina, visita empresa de gerenciamento de Resíduo Eletrônico na Capital.

   01/09/2014
Fonte: Lucas Ramos / Gente Bacana   

A Ecotec, empresa de gerenciamento de Resíduo Eletrônico, recebeu os alunos do Instituto Federal Campus Juina (IFMT), nesta quarta feira dia 18, em suas dependencias para uma visita. Nesta visita os alunos pode conheçer o funcionamento da empresa e tiveram uma palestra mostrando a importancia de gerenciar o lixo eletronico.

Os Alunos puderam ver que todo ano, o mundo produz 40 a 50 milhões de toneladas métricas de eletrônicos, reciclando somente 12% a 18% deste total.
Produzir um computador com monitor requer 240 kg de combustíveis fósseis, 22 kg de produtos químicos e 1500 litros de água.
81% da energia associada com um computador é utilizada durante sua manufatura e não durante sua operação.

Muito do lixo produzido no mundo termina em países como Gana, Nigéria, Paquistão, Índia e China, onde são processados de forma inadequada, liberando estas toxinas no meio ambiente.
No Geral, os eletrônicos contribuem fortemente com o impacto ambiental, seja nas emissões provenientes de sua fabricação e/ou de seu descarte inadequado, matando o solo, envenenando a água e intoxicando o ar.

A empresa mostrou a importancia de preservar o meio ambiente, e disse que primeiro passo para evitar a poluição do meio ambiente é fazer a coleta seletiva em casas, escolas e empresas. O resíduo eletrônico deve sempre ser separado dos resíduos orgânicos e dos materias recicláveis (papel, plástico, metal). 


Oferecendo um serviço diferenciado dentro deste campo, a ECOTEC se propõe à dar o destino correto para o seu Resíduo eletrônico, trabalhando de maneira legal, em que 100% de todos os resíduos coletados conseguem ser reciclados e depois retornam para o mercado como matéria-prima, tendo “prejuízo zero” ao meio ambiente.  

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Compartilhar no Facebook